quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Câmeras fotográficas antigas (parte III - 1900-1923)

Este é o terceiro e último artigo da série "Câmeras fotográficas antigas", onde falarei um pouco sobre o período que vai de 1900 a 1923. Veja também o primeiro e o segundo artigos publicados, que mostram o período de 1840 a 1900.

Camera panorâmica Al Vista - 1900

Depois de 1900, a aventura da fotografia prosseguiu com a consolidação e o aperfeiçoamento das técnicas e equipamentos inventados durante o XIX. As máquinas já eram suficientemente pequenas, portáteis e relativamente acessíveis, mas ainda bastante diferentes das nossas modernas câmeras fotográficas. Durante as duas primeiras décadas do século XX, foram inventados e/ou adotados técnicas e formatos que predominaram até o surgimento da fotografia digital: os filmes em película de celulóide de 35 mm, as emulsões a cores, o sistema reflex e as câmeras fotográficas de corpo metálico.

Ainda que, no Congresso de Paris de 1889, os formatos das chapas,
as aberturas das objetivas e as velocidades de obturação tenham sido normatizados, ainda estavam à venda numerosos formatos de películas fotográficas. Alguns fabricantes faziam questão de usar formatos próprios, patenteados por si mesmos. As chapas de 6x6 cm ou 6x9 cm (por exemplo) eram muito comuns, mas era necessário que fossem colocadas na máquina uma a uma - o que tornava o processo de fotografar bastante lento, limitando o tamanho das câmeras.


Câmera de repetição New Gem - 1901


Câmera Challenge Dayspool nº1 Tropical - 1903

O filme de 35 mm criado pelo fundador da Kodak, George Eastman, a princípio não foi bem aceito no meio fotográfico. Curiosamente, foi adotado antes pelo cinema e só em 1913 passou a ser empregado em fotografias, com a câmera Tourist Multiple. Contudo, o filme só se popularizou depois do lançamento da Leica (1925), e desde então tornou-se um dos formatos mais utilizados; ainda hoje, seu uso é amplamente difundido.

Com a difusão do filme de 35 mm, o tamanho das câmeras foi reduzido. Os fabricantes passaram a utilizar metais
(aço, alumínio, latão, etc.) para construir o corpo dos equipamentos, abandonando progressivamente a madeira - mais frágil e sensível a variações de temperatura e umidade.

Os modelos em madeira - conhecidos pela designação Tropical - continuaram a ser fabricados, mas a procura por esses artefatos diminuiu. O aço passou a ser o material empregado na maioria das máquinas, e as várias marcas existentes no mercado produziam câmeras cada vez mais semelhantes. Ainda assim, alguns fabricantes continuaram a apostar na diferença e na extravagância...


Outra inovação desta época foi o sistema de visualização reflex, que mostra ao fotógrafo a imagem no visor como é captada através das lentes. A camera Graflex (1907) foi uma das primeiras a surgir com esse sistema - que só seria popularizado pela fabulosa Ermanox. E foi a partir desse ponto que
as câmeras começaram a se parecer com as que conhecemos atualmente.


Câmera Kodak Nº 4 "Screen Focus" Modelo A - 1904

Câmera Quta Modelo B - 1906

Camera Graflex - 1907

Câmera Expo - 1911
Câmera Tourist Multiple - 1913

Câmera UR Leica - 1913

Câmera-espingarda Eastman - 1915

Câmera-aeroplano Williamson - 1915

Câmera Makina Modelo 1 - 1920

Câmera Cosmos 35 - 1922 e câmera Sico - 1923
.

Veja também: História

3 comentários:

Roberto M. Alves disse...

Seus posts são umas verdadeiras aulas. Parabéns pela iniciativa e criatividade.

Um abraço

João Abreu disse...

Gostou do blog? Ajude a divulgar!
Gostei, a meu ver, este espaço apresenta artigos muito interessantes,principalmente para iniciados (como eu) nestas andanças. Ainda não tive tempo para ler tudo quanto se encontra disponibilizado, mas vou fazê-lo e acompanhar este blog.
Por isso vou ajudar a divulgar, no meu (recente)blog, em http://www.coisasdafotografia.blogspot.com/
Um abraço

Anônimo disse...

Olá Ellen.

Gostei muito dessa série de câmeras fotográficas antigas.

Abraços

Uelton Gomes

Postar um comentário