quinta-feira, 25 de março de 2010

Fotografias noturnas

De modo geral, paisagens urbanas tornam-se fotograficamente mais interessantes ao cair da noite. Edifícios cuja arquitetura passaria despercebida durante os dias coloridos revelam sua outra face sob a iluminação artificial dos postes e faróis dos carros.



A noite revela novos tons e possibilidades, mas tenho certeza que muitos de vocês já tentaram conseguir imagens noturnas com uma câmera automática e o resultado deixou muito a desejar... não é mesmo? Sei que eu já me frustrei muuuitas vezes, e justamente por isso resolvi falar um pouco sobre o assunto neste artigo.


> O QUE VOCÊ VAI PRECISAR?


Antes de mais nada, é preciso ter um cuidado especial com a segurança. Quem mora numa cidade grande sabe que as ruas ficam ainda mais perigosas à noite, e é sempre importante estar precavido. Convide alguns amigos para lhe acompanhar e evite andar por regiões desertas. Parece meio óbvio falar disso, mas é fácil nos distrairmos quando estamos fotografando - e alguém pode aproveitar a oportunidade para nos surpreender. Não custa prevenir, portanto.


Quanto ao equipamento, certifique-se antecipadamente que a bateria da câmera esteja com a carga completa e o cartão de memória funcionando adequadamente (não sei se isso acontece com vocês, mas meu cartão de memória é meio temperamental e já me deixou na mão algumas vezes). Se você tiver um tripé, leve-o junto: é praticamente impossível conseguir fotos noturnas nítidas sem apoiar a câmera em algum lugar estável. Ah, e uma lanterna e alguns pedaços de papel celofane coloridos podem ser bem úteis (veja abaixo por que).


> AO CAIR DA NOITE


Um bom horário para fotografar é pouco antes do cair da noite (na "hora mágica", mais precisamente), quando o céu ainda está levemente iluminado pelo sol e é possível avistar o contorno das construções no horizonte; ao mesmo tempo, a luz gerada pelos postes e faróis dos carros já se faz presente, e o contraste entre os diferentes tipos de iluminação resulta em imagens fantásticas, algo urbano com um certo ar bucólico.



Aproveite esse momento para conseguir imagens que incluam o céu no enquadramento.


> DEPOIS QUE A NOITE CAI


Se sua câmera oferece controle manual do tempo de exposição... sorte sua! Você pode conseguir muitas imagens interessantes com esse recurso: dá para captar o "rastro" dos faróis dos carros, deixar nítido um cenário que ficaria escuro com um tempo de exposição baixo, e muito mais. Outra coisa interessante para se fazer com esse recurso é aliá-lo à luz de uma lanterna: durante o tempo em que a lente estiver exposta, você pode iluminar partes específicas de uma cena; assim, cria-se um jogo de claro e escuro e você destaca apenas o que quiser.


Caso você escolha usar a lanterna como iluminação auxiliar, é válido levar também alguns recortes de papel celofane de diversas cores, para testar um visual diferente no resultado final das imagens. Lembre-se também de que, ao contrário do flash – que ilumina uma área grande e de maneira relativamente uniforme – a lanterna serve principalmente para ressaltar detalhes e causar efeitos dramáticos.


Geralmente é melhor deixar as lâmpadas artificiais de fora do enquadramento, mas dá para aproveitar suas luzes e o contraste claro/escuro numa rua, por exemplo. Se você enquadrar as lâmpadas, a foto pode ficar superexposta e o resultado será ofuscado pela claridade excessiva.


> ISO


E que valor de
ISO escolher para esse tipo de foto? O ideal é utilizar um valor mais baixo (entre 200 e 400), para evitar a formação de pontos coloridos nas imagens. Caso sua câmera não permita o ajuste manual do ISO, fotografe com a maior qualidade disponível nas configurações; assim você poderá tratar a imagem posteriormente para corrigir possíveis falhas da máquina.


> (+) BÔNUS!


Se você seguiu todas as dicas mas ainda assim acha que o resultado não está bom... caaalma! Fotografia noturna não é algo simples e também não existe uma fórmula infalível que você possa seguir e acertar rapidamente. É preciso ter paciência, tentar várias vezes, errar muito para começar enfim a acertar. Não desista: uma vez que você persistir e descobrir como conseguir o melhor de sua câmera à noite, tudo começará a melhorar ;)

.

Veja também: Fotos noturnas, ISO, Landscape, Luminosidade, Técnica

10 comentários:

Anônimo disse...

Gostei da dica do celofone e da lanterna vou tentar seguir essa dica.

Eu costumo usar ISO 100-200, pois as fotos com ISO maiores não fica muito legal com a minha câmera.

Uelton Gomes
Abraços

Nessa disse...

Passando para deixar um bjo! =*

Leda Lucas disse...

Gostei muitíssimo das dicas para fotos noturnas e das dicas sobre os acessórios.
Abraço.
Leda

Carol disse...

Fotos noturnas me encantam (L)
Eu adoro as dicas do ISO, pq sempre me perco nessa parte heheh

bjo bjo bjo!

Nessa disse...

Ellen, comigo ele funcionou mto bem....se vc usar depois me diz o que achou!

Bjosss!

acompanhantes disse...

o problema do iso depende da maquina tambem
as novas conseguem trabalhar com iso alto

Roni Gomes disse...

Eu AMOOO fotos noturnas, longas exposições, light painting ... eu sempre quis fazer fotos assim! Descobri que minha câmera nova me permite fazer fotos com 8s de exposição. Já ajuda bastante, mas ainda é limitado.
Dicas muito boas, Ellen!
= ]

bruno nobru disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ellen D.B. disse...

Rafael?

Consultora Educacional disse...

Gosto muito dos artigos de ótima qualidade do seu Blog. Quando for possível dá uma passadinha para ver nosso Curso de Ingles. Daienne

Postar um comentário